Notícias

Home/Notícias

Através de parcerias, o IVV vem levando correção visual para população de baixa renda

“2.5 bilhões de pessoas no mundo ainda não tiveram acesso à correção visual” é o que estima o Vision Impact Institute, organização dedicada à estudar os impactos socioeconômicos dos problemas relacionados à visão. Como líder no segmento de lentes corretivas, o Grupo Essilor lançou mundialmente o projeto 2.5 NVG (2.5 New Vision Generation) que tem por missão criar novos modelos de negócios sociais que levem acesso a essa população. O programa disponibiliza de um produto exclusivo com lentes para óculos em policarbonato e resistentes à quebra, pré-cortadas e com formatos simétricos que se encaixam facilmente em armações específicas, possibilitando, assim, a entrega dos óculos logo após a consulta com o oftalmologista. No Brasil, quem operacionaliza esse projeto é o Instituto Ver & Viver (IVV) que já promove há um ano campanhas com a missão de levar uma melhor qualidade de vida através da visão para a população brasileira que nunca visitou um oftalmologista.

“São estudantes, idosos, motoristas e trabalhadores, ou seja, brasileiros que atuam em diferentes setores da nossa sociedade. Só conseguimos atingir todo esse público formando parcerias diversificadas que tenham entrada em cada uma dessas esferas”, é o que diz Diana Paes, da área de expansão do projeto. Uma dessas parcerias é com a ONG Lions Club, que está presente em mais de 500 cidades do Brasil realizando campanhas de cuidados com a visão. “A entrega dos óculos na hora valoriza a campanha, a pessoa não precisa retornar, pois já tem sua necessidade atendida ali mesmo na ação”, elogia Pedro Aurélio Gonçalves, ex-Presidente de Conselho do Lions.

Em Fevereiro, em uma parceria com a Prefeitura de Mangaratiba (RJ) foram atendidas mais de 900 pessoas na praça central da cidade. A repercussão foi tão positiva que rendeu ao Instituto convites de cidades vizinhas. O IVV também já formou parcerias com as Associações de Moradores, que disponibilizam espaço e fazem a comunicação da campanha, e juntos promoveram atendimento nas comunidades do Borel, Pereirão, Cantagalo, Pavão-Pavãozinho e Cruzada São Sebastião, no Rio de Janeiro: “Estamos abertos para promover mais campanhas como essa, muitos dos moradores nunca haviam feito um exame”, agradece Luis Bezerra, Presidente da Associação de Moradores do Cantagalo.

Outro modelo de campanha é realizado com a iniciativa privada: estudos do Vision Impact Institute mostram que uma simples correção visual pode aumentar em 20% a produtividade. A Carbografite, empresa de equipamentos de proteção, mobilizou seu chão de fábrica em uma campanha de visão e se surpreendeu com o resultado: “O mais interessante é que 70% de todos os colaboradores que passaram a ser usuários desconheciam dessa necessidade”, disse o representante do RH da empresa em carta de agradecimento enviada ao Instituto Ver & Viver.

Se cada parceiro atinge uma parte da sociedade, a parceria médica atende a todas. Para cada campanha, o IVV vem contando com médicos e jovens residentes que ajudam a mudar para melhor a vida de muita gente. “É uma ótima oportunidade para o residente estar em contato íntimo com a realidade do nosso país”, diz Gabriel Sena, residente do Hospital Federal de Bonsucesso.

Fonte: Jornal Brasileiro de Oftalmologia • Maio de 2014

Comunidade_Pereirao Dr_Gabriel LionsIbitinga

Copyright 2014 | Instituto Ver e Viver - O Instituto Ver & Viver é uma associação sem fins lucrativos que tem como principal objetivo proporcionar às pessoas uma melhor qualidade de vida através da visão.

Instituto Ver e Viver

Instituto Ver e Viver